Terminamos! Apresentando a música-tema do Vida Borbulhante!

03/06/2015

E quem não ama música?! Tá certo, cada pessoa tem preferência por um estilo. Alguns gostam de ouvir a todo volume, outros gostam dela suave, apenas se fazendo notar. A bem da verdade, a música traz um quê a mais nos momentos mais comuns e cotidianos. Um filme sem música, não é um filme. Quentin Tarantino, diretor americano, sempre fala que ele escolhe a música antes de pensar no filme. A trilha sonora é fundamental. Diga-se de passagem que todos os filmes dele têm excelente trilha sonora.

Sem sombra de dúvidas, a música foi uma propulsora de meu elo com o Bruno. Ele toca violão, gaita, bambu-sax (esse último, ele ainda está tentando, risos)… Quando começamos a namorar, com certeza, o violão foi um instrumento de conquista! Ele jura de pé juntos que não estava mal intencionado…Tá, quem aqui é mulher, levanta a mão se acredita nesse papo furado! (risos)

Mas, enfim, desde que estamos juntos, tivemos muitos momentos ao redor da música. Seja em casa, saindo para dançar, ou nos aventurando no mundo da composição. Dentre várias composições e brincadeiras, é impossível não mencionar três que são muito importantes para mim.

A primeira música é a que compusemos juntos para nosso filhote Martin. Nela, contamos nossa história, elementos de nossa vida que simplesmente precisavam ficar registrados (como o morcego e os abacates no nosso apartamento) e como o Martin foi amorosamente planejado. Eu amo essa música. Entoamos ela desde que o Martin ainda estava na barriga. E, hoje, quando tocamos, parece que ele já reconhece e se identifica. É o máximo!!

A segunda composição, de autoria do Bruno, foi em homenagem à amamentação. Na realidade, Martin sempre foi um super mamador…brincadeira vai, brincadeira vem, surgiu a ideia: “ei, por que não fazemos um blues sobre a amamentação?” E, assim, foi criado o “Mamá Blues”. Divulgamos na internet bem na semana mundial do aleitamento materno. E não é que o pessoal do Ministério da Saúde ouviu e nos chamou para cantar no lançamento da campanha?! Nem preciso falar da emoção!!

E, depois, veio a composição que estamos lançando hoje. Impossível não compor uma música relacionada ao blog e a essa experiência “doida” que estamos vivenciando. Bruno, mais uma vez, arrasou na composição. Eu sou câmera-woman, figurinista, roteirista, animadora…(risos)… banco a avaliadora, sugiro ajustes, dou uma de entendida…

Portanto, cliquem no video abaixo e conheçam a mais nova produção ulta-caseira, intitulada “Vida Borbulhante”, outro nome não poderia ter, não é?!

O mais importante dessas experiências é que elas nos permitem criar, ficar mais tempo em volta da música e de instrumentos musicais e, de certa forma, nos permitem registrar de um jeito único nossa vida. Para nós, isso é borbulhante. Indiscutivelmente, saímos de nossa zona de conforto, e sempre dá um frio na barriga, uma sensação de ridículo, mas, #$&*+@, quem tá na chuva é para se molhar, não é?!

Ah, e o mais gostoso de tudo isso, sabe o que é?! Ver o Martin, com seus 18 meses, sacolejando o esqueleto até com o barulho da máquina de lavar. Acho que, desde pequenininho, ainda na barriga, ele se contagiou com as farras de seus pais…

Abraços

Melissa

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Prof. Gilmar 18/06/2015 at 09:17

    “Ser grande, é abraçar uma grande causa.” William Shakespeare.

  • Leave a Reply